Sherlock Holmes

18 01 2010

 

Banner Sherlock Holmes

Mal resenho os livros que leio, quem dirá falar sobre os filmes que me levam ao cinema. Vez ou outra saio do casulo e aposto em algum filme. Desta vez a aposta foi em Sherlock Holmes. Tiro certeiro. Com Robert Downey Jr no papel do famoso detetive de Sir Arthur Conan Doyle e Jude Law como o inseparável companheiro de investigações John H. Watson.

O roteiro é recheado de tiradas instigantes, diálogos rápidos e deduções a partir de detalhes aparentemente sem importância. O Sherlock Holmes de Guy Richie, diretor da produção, é um homem excepcionalmente inteligente, de hábitos um tanto excêntricos, apreciador de lutas de boxe, apostando e também participando dos combates e que divide o apartamento com o melhor amigo e ex-membro do Departamento Médico do Exército, Dr. Watson.

Com a ajuda de Watson, Holmes investiga um estranho caso envolvendo Lord Blackwood e quatro mulheres assassinadas em rituais de magia negra.

Entre deduções certeiras e a implicância com Mary, noiva de Watson, Holmes reencontra uma antiga paixão: Irene Adler, paradoxalmente uma ladra de fama internacional.

O enredo é conduzido de maneira fluída, com cenas ágeis, mas com explicações detalhadas do protagonista, para que ninguém perca nenhum detalhe da sua linha de raciocínio.

A única cena que achei um pouco forçada foi quando Watson, que acabava de se recuperar de um ferimento no braço, se livra da tipóia cenas antes e com o mesmo braço antes danificado, auxilia Holmes em uma fuga. Fora este detalhe, o roteiro é muito bom, afinal é um filme de ficção, não é mesmo?

A trilha sonora também é cativante, principalmente nas cenas de luta, evocando uma atmosfera cômica e frenética em muitas cenas.

Saí do cinema satisfeita com a escolha do filme. Nunca li nada de Conan Doyle e Sherlock Holmes era o típico personagem que cresci ouvindo falar a respeito, mas conhecia apenas o básico, sem profundidade alguma. O filme deixou uma ótima primeira impressão, com todos os ingredientes que me atraem: tiradas inteligentes, apreciação de detalhes, suspense na medida certa, trilha sonora adequada, com cenário e figurino do final do século XIX convincentes.

Detalhe: na minha pequenina fila de leituras uma nova aventura de Holmes (“Um estudo em Vermelho”) aguarda a vez. A conferir.

E por enquanto aguardarei a estréia de Alice, a menos que neste ínterim algum outro filme chame a atenção. Quem sabe o “Homem de Ferro 2”? 🙂

Anúncios

Acções

Information

4 responses

18 01 2010
Camila Fernandes

Loo, também gostei do filme. Fui assistir sem grandes expectativas e acabou me surpreendendo. Apesar de esse Sherlock do século 21 ser uma criatura de ação e não apenas dedução, está mais perto do detetive original do que eu imaginava: até nas sequências de quebra-pau ele analisa friamente as fraquezas e vícios comportamentais do inimigo, de forma a quebrá-lo mais facilmente. “Acreditei” no personagem. Apesar de ter gostado mais da maneira de contar a história do que da história em si.

Não tinha reparado nesse detalhe do braço sem tipóia. Olhos de águia, hein, Loo? 😉

A cena que me desagradou foi a do “salvamento da mocinha”: meio datada.

Gosto do estilo movimentado de Guy Ritchie e esse filme, apesar de ser mais palatável para o grande público do que os trabalhos anteriores desse diretor, ainda assim tem a sua asinatura. 🙂

Bela resenha, amiga!

19 01 2010
Luciana Muniz

Exatamente Mila! Foi umas das partes que mais gostei, nas cenas de quebra pau quando ele analisava os pontos fracos do adversário e fazia a sequência que levaria o oponente a lona (se bem que sou suspeita, adoro uma boa cena de luta! ;)).

Hehehehe quem manda ser analista de testes, né? Faz parte da profissão reparar nos detalhes, talvez por isso eu goste tanto de suspense policial, ah… os detalhes… rs

Bjitos!!

22 02 2010
Mila F

Pessoal: mais uma boa razão para lermos o romance em andamento da Loo, UMA HISTÓRIA DE MÁFIA!

23 02 2010
Luciana Muniz

Uhuuuuuu!!
Vai demorar um pouquinho, pois estou encaixando algumas histórias paralelas e pesquisando algumas coisinhas, mas um dia ele sai, ah se sai! 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: