Os números de 2010

3 01 2011

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho do meu blog em 2010 e achei que seria interessante compartilhar estes números, vejam só:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

 

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 6,100 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 15 747s cheios!

Em 2010, foram 26 novos artigos, aumentando o arquivo total do seu blog para 69 artigos. Foram feitos 61 uploads de imagens, ocupando um total de 5mb. Isso equivale a cerca de 1 imagem por semana.

O dia mais movimentado do ano foi em 17 de Novembro com 80 visitas. O post mais popular deste dia foi “Gerenciando como a Máfia“.

 

De onde vieram?

Os sites que lhe enviaram mais tráfego em 2010 foram twitter.com, google.com.br, search.conduit.com, WordPress Dashboard e reddit.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo pelos termos “nataçao”, “luciana muniz”, “um estudo em vermelho”, “frases mafiosas” e “olhos verdes”.

 

Atrações em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010:

1

Gerenciando como a Máfia Novembro, 2009
6 comentários

2

Ele é o meu tipo! Abril, 2010
6 comentários

3

One by One Fevereiro, 2009
3 comentários

4

SubESTIMAR Novembro, 2008

5

Livros Junho, 2008
1 comentário





10 coisas que aprendi em 2010

20 12 2010

Dez

 

1 – Algumas AMIZADES podem durar anos, mas não são eternas.

2 – Aonde quer que vá, sempre haverá um filho da puta, PROTEJA-SE deles.

3 – Há VIDA (e muito mais interessante, inclusive!) após os trinta.

4 – Estar solteira é uma DÁDIVA DIVINA.

5 – Bom HUMOR contagia.

6 – SABER o que se quer é o mais importante.

7 – Um SORRISO sincero opera milagres.

8 – Desprezo é o melhor a OFERECER aos que, de alguma forma, te magoaram.

9 – Um escritor deve ser LIVRE de preconceitos e suas leituras devem ser ECLÉTICAS.

10 – RESPEITE. O burro, o insensato, o invejoso. Cada qual com o seu CAMINHO.





Abecedário de Promessas

22 12 2009

2009 se preparando para dizer “FUI!”. Nestes derradeiros dias do ano muitas pessoas refletem sobre o ciclo que se completa e fazem o balanço do famoso “Foi Bom”, “Foi Ruim”.

Eu também não escapo destas reflexões e posso dizer que, de um modo geral, 2009 foi um ano excelente, onde conquistei muitas coisas, a maioria de forma inesperada, o que foi ainda melhor.

E prá 2010, seguindo a linha da minha religião (A vida é uma festa!) planejei algumas ações, são elas:

Amar! Não apenas pessoas, amigos, mas também projetos, livros, lugares, guloseimas…

Beber! Porque eu também sou filha de Deus!

Celebrar! Vitórias, aprendizados, conquistas, a sexta-feira…

Dançar! Muito, bastante, demais.

Escrever! Muito, bastante, demais.

Fotografar! Todos os momentos que merecem ser eternizados.

Gastar! Conscientemente.

Humanizar! O mundo precisa disso.

Inventar! Novas formas de se divertir e ser feliz.

Jejuar! Salada de jiló ou quiabo no almoço? Vamos jejuar!

Kibon! Sorvete, sorvete, sorvete!

Ler! Muito mesmo, nunca é demais.

Música! Adoro!

Nadar! Aprendi, mas tenho que aperfeiçoar.

Ouvir! O que vale a pena ser ouvido.

Priorizar! A família, as verdadeiras amizades, os projetos pessoais.

Questionar! Jamais me conformar com o óbvio, buscar respostas concretas.

Rir! De tudo e de todos, contudo consciente da hora de ser séria.

Sacudir! A poeira e seguir em frente.

Tolerar! Algumas criaturinhas, modelos de como NÃO levar a vida.

Universo! Continue sempre conspirando a meu favor!

Viajar! Prá perto, prá longe, em pensamento…

Www! Ficará rapidinha lá em casa, prometo!

Xeque-mate! Em tudo o que não servir mais, considere aqui projetos, fatos e crenças.

Yoga! Tudo de bom!

Zuar! Os que são muito críticos ou negativistas, xô! Sai prá lá!

E vambora prá 2010! 😉





Quinta Entediada?

23 10 2009

Momento musical nada a ver com literatura, mas como diversas músicas já me inspiraram na escrita, está valendo!

No meio de uma quinta-feira entediada, estava perambulando pela FNAC Paulista quando me deparo com ele…

Sempre com aquele olhar que têm o estranho poder de prender a minha atenção por vários minutos (estando eu acompanhada ou não). Óbvio que não resisti à tentação e o levei pra casa.

Capa do CD Doors

Foi o primeiro item da série “Presentes de Aniversário da Lu para a Lu”, comecei bem!





Vozes do limbo

21 07 2009

Hã!?

Sim e não. Sim, pois admito que o blog acumula uma fina camada de poeira, deixando a impressão de completo abandono e a desistência de sua dona de atualizá-lo.

Mas não se enganem! É apenas uma mera impressão.

E não, não fui para o Nepal (muito embora em alguns momentos tenha a incontrolável vontade de passar um tempo indeterminado por lá), não estou contribuindo para aumentar as estatísticas dos afetados pela Gripe A e o silêncio é momentâneo devido a uma série de fatores, tanto particulares quanto profissionais (quem mandou trabalhar com TI? Agora agüenta!).

Contudo, para desespero da oposição e alegria dos amigos e leitores deste espaço, em breve novos textos estarão por aqui, além de uma reformulação no blog como um todo.

Esta é a arte interessante de manter este espaço: o direito de reestruturação do seu conteúdo, a qualquer tempo.

E sinceramente, espero em breve estar de volta! 😉





Diálogos de fim de semana

5 04 2009

 

(1)

– E aí Lu, quais as novidades?

– Estou às voltas com um novo romance…

– Ah é? Vai casar?

– …

 

Livros

***

(2)

– Não sei o que tanto você vê no Jim Morrison!

– Você já ouviu a voz dele cantando: “Come on baby, light my fire”?

– Mulheres…

 

Jim Morrison

***

NOTAS:

(1) A amiga em questão não é escritora, isso justifica muitas coisas (até o fato dela ser normal e eu não!).

(2) Esse amigo não curte Rock’ Roll. Talvez um dia as portas da percepção se abram aos seus olhos e então ele me dê razão (Não! Não estou me referindo às intenções libidinosas em relação ao Jim).





De Volta ao Começo!

4 01 2009

Ano Novo. Hora de deixar de exercer um pouco o pecado capital da preguiça e planejar o ano que começa.

Dentre as tarefas auto impostas, estava a de arrumar os livros da fila (nada pequena) de leitura, revistas e cadernos de rascunhos.

E em meio à tarefa de separar o já lido do que ainda está esperando para ser devorado, encontrei uma poesia do Castro Alves, “Onde Estás?”.

Desde de criança conheço estes versos e durante um bom tempo sabia de cor e salteado.

E o mais interessante é que no ano em que prestei vestibular, lá estavam eles repousando entre as vinte questões de português. Não deu para conter aquele risinho de canto.

Naquele ano passei no vestibular e me lembro de que foi um dos melhores anos da minha vida, em todos os sentidos.

Então começo este ano publicando os versos que sempre pressagiaram bons momentos para esta criaturinha aqui.

E que venha 2009! 😉

 

ONDE ESTÁS?

 

É meia noite… e rugindo

Passa triste a ventania,

Como um verbo de desgraça,

Como um grito de agonia.

E eu digo ao vento, que passa

Por meus cabelos fugaz:

“vento frio do deserto,

onde ela está? Longe ou perto?”

Mas, como um hálito incerto,

Responde-me o eco ao longe:

“Oh! Minh’amante, onde estás?”

 

Vem! É tarde! Por que tardas?

São horas de brando sono,

Vem reclinar-te em meu peito

Com teu lânguido abandono!…

‘Stá vazio o nosso leito…

‘Stá vazio o mundo inteiro;

E tu não queres qu’ eu fique

Solitário nesta vida…

Mas por que tardas, querida?…

Já tenho esperado assaz…

Vem depressa, que eu deliro

Oh! Minh’amante, onde estás?

 

Estrela – na tempestade,

Rosa – nos ermos da vida;

Íris – do náufrago errante,

Ilusão – d’alma descrida!

Tu foste, mulher formosa!

Tu foste, ó filha do céu!…

E hoje que o meu passado

Para sempre morto jaz…

Vendo finda a minha sorte,

Pergunto aos ventos do norte…

“Oh! Min’amante, onde estás?…”.

Castro Alves