Os números de 2010

3 01 2011

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho do meu blog em 2010 e achei que seria interessante compartilhar estes números, vejam só:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

 

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 6,100 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 15 747s cheios!

Em 2010, foram 26 novos artigos, aumentando o arquivo total do seu blog para 69 artigos. Foram feitos 61 uploads de imagens, ocupando um total de 5mb. Isso equivale a cerca de 1 imagem por semana.

O dia mais movimentado do ano foi em 17 de Novembro com 80 visitas. O post mais popular deste dia foi “Gerenciando como a Máfia“.

 

De onde vieram?

Os sites que lhe enviaram mais tráfego em 2010 foram twitter.com, google.com.br, search.conduit.com, WordPress Dashboard e reddit.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo pelos termos “nataçao”, “luciana muniz”, “um estudo em vermelho”, “frases mafiosas” e “olhos verdes”.

 

Atrações em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010:

1

Gerenciando como a Máfia Novembro, 2009
6 comentários

2

Ele é o meu tipo! Abril, 2010
6 comentários

3

One by One Fevereiro, 2009
3 comentários

4

SubESTIMAR Novembro, 2008

5

Livros Junho, 2008
1 comentário

Anúncios




Entre Criações, Cores e Banners

9 05 2010

Já fazia um tempo que queria mudar o banner do blog, mas não achava uma figura que me agradasse.

Daí conheci o Diretor de Arte Eduardo Lanzoni, que conseguiu traduzir em uma ilustração o espírito deste espaço de experimentações textuais, meu laboratório hermético de experiências com as sagradas letrinhas.

A ilustração foi totalmente idealizada por ele, que também possui um portfólio com suas demais criações. Vale a pena dar uma conferida.

Abaixo o passo a passo da criação, com comentários do próprio Edu Lanzoni:

“Como meu estilo puxa muito ao abstrato, peguei várias características e apliquei no desenho. Como vocês podem encontrar o contorno de um olho, uma escada que serve de convite para entrar nesse mundo de inspiração, que viram palavras, coração, lágrimas que representam a emoção, folhas de papel que são a origem de tudo, um coração escondido (ahá quero ver alguém achá-lo), além de formas orgânicas, com traços mais femininos para compor. Já que é uma mocinha a autora desse blog.

Bjus e sucesso!!!”

Eduardo Lanzoni

Valeu Edu! 🙂





Vozes do limbo

21 07 2009

Hã!?

Sim e não. Sim, pois admito que o blog acumula uma fina camada de poeira, deixando a impressão de completo abandono e a desistência de sua dona de atualizá-lo.

Mas não se enganem! É apenas uma mera impressão.

E não, não fui para o Nepal (muito embora em alguns momentos tenha a incontrolável vontade de passar um tempo indeterminado por lá), não estou contribuindo para aumentar as estatísticas dos afetados pela Gripe A e o silêncio é momentâneo devido a uma série de fatores, tanto particulares quanto profissionais (quem mandou trabalhar com TI? Agora agüenta!).

Contudo, para desespero da oposição e alegria dos amigos e leitores deste espaço, em breve novos textos estarão por aqui, além de uma reformulação no blog como um todo.

Esta é a arte interessante de manter este espaço: o direito de reestruturação do seu conteúdo, a qualquer tempo.

E sinceramente, espero em breve estar de volta! 😉





Feliz Dia dos Mortos!

2 11 2008

Finados, mortos, falecidos, desintegrados, espíritos… Quem são estes que não mais existem e que ainda assim mexem com o pensamento de muitos de nós?

O que fazer quando as lágrimas já não são mais suficientes para afastar o pensamento que insiste em navegar em lembranças nem sempre agradáveis? É difícil olhar para si mesmo e se dar conta da necrópole que se formou.

Muito se engana quem acredita apenas na morte física, pois muitas são as suas formas, há diversas maneiras de nos anularmos e jogarmos a toalha no chão.

Alguns casos são temporários e logo nos damos conta do quanto estamos desistindo fácil demais dos nossos objetivos. Mas nem sempre é assim.

Por exemplo, a dona de casa que abdicou dos seus sonhos para criar os filhos, vivendo para eles e se esquecendo de si mesma. Ou mesmo a noiva ou noivo que, abandonados no altar, se fecharam para todas as outras possibilidades de felicidade. Muitos são os exemplos, muitas são as histórias e os motivos, mas ainda assim nada que justifique se conformar.

Será que aquele que no auge do seu egoísmo, achou que não precisava de mais ninguém e se isolou de todos, pode gritar aos quatro ventos que vive em paz consigo mesmo?

Vivemos para aprender a cada dia com os nossos acertos e com os nossos erros, para compartilhar, amar, sonhar… Quem está fechado para estas impressões, está fechado para a vida e, portanto, morto.

Para estes só tenho a desejar não um bom feriado, prolongado na maioria das vezes, mas um feliz dia dos mortos.





Abrindo caminho entre as traças

1 11 2008

Esta semana um amigo me pediu que lhe enviasse um dos meus textos, pois foi procurá-lo pelas bandas do finado Shadow of the Moon e só encontrou a plaquinha com o anuncio da aposentadoria do blog.

Pensando nisso, resolvi disponibilizar aqui os textos que constavam por lá e que não foram publicados em outros locais, como o blog do livro Soltando o Verbo e o site Novas Visões.

Agora a aba Crônicas conta com mais textos para visualização, basta clicar nos títulos para visualizar os antigos textos do Shadow of the Moon.

E como sempre, comentários, críticas e sugestões são mais que bem vindos! 😉





De casa nova!

10 08 2008

Após meses ensaiando a inauguração da “casa nova” aqui estou. Não. Não vou discursar com dedo em riste prometendo (e ainda mais em época de eleição!) que serei disciplinada e que postarei religiosamente neste espaço todos os dias. Mas para ser razoável, assumi o compromisso de, pelo menos, manter o ritmo de quando contribuía para o Soltando o Verbo e para o site Novas Visões, ou seja, uma crônica a cada quinze dias e um conto mensal, que tal?

Como dito no funeral do Shadow of the Moon, a idéia é continuar com as experimentações mirabolantes com as letrinhas, testando os limites da minha imaginação e entretendo os visitantes.

Sejam todos bem vindos! 😀